Devido ao grande número de candidaturas para o comando da Câmara dos Deputados, que já conta com pelo menos 12 nomes que circulam como candidatos, cinco com mais força, é possível que a disputa vá para o segundo turno. Os nomes mais fortes da corrida são o de Rogério Rosso (PSD-DF), Osmar Serraglio (PMDB-PR), Baleia Rossi (PMDB-SP), Fernando Giacobo (PR-PR) e Beto Mansur (PRB-SP).

De acordo com a análise do Blog do Camarotti, no Planalto a avaliação é que a eleição é hoje uma incógnita. Apesar de muitos darem como certa a “parceria” entre Cunha e o presidente interino Michel Temer para a escolha do novo representante da Casa. Supostamente o nome mais cotado é o de Rosso, pela afinidade com Cunha. Porém, nas declarações dadas à imprensa, o governo diz que não há nenhum envolvimento com a escolha do sucessor na Câmara.

“O governo vai ficar longe dessa disputa. Se o governo entrar, não tem forma de ganhar. Haverá sequelas. O importante é a base estar unida”, disse ao Blog o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. “Sendo um aliado, não interessa quem vai ganhar”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.