A articulação com partidos da direita, centro e esquerda garantiu ao deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) a presidência da Câmara pela terceira vez seguida. O parlamentar fluminense comandará os trabalhos na Casa pelos próximos dois anos.

Ele venceu o pleito em primeiro turno com 334 votos. A votação foi secreta, como prevê o Regimento Interno da Casa

A vitória ocorreu depois de o atual comandante da Casa ser o indicado do maior bloco parlamentar da legislatura iniciada hoje, que conta com 11 partidos e 301 deputados, segundo a Câmara: PSL, PP, PSD, MDB, PR, PRB, DEM, PSDB, PTB, PSC e PMN.

Além de Maia, outros seis deputados concorreram à Presidência da Câmara:

Fábio Ramalho (MDB-MG)
JHC (PSB-AL)
General Peternelli (PSL-SP)
Ricardo Barros (PP-PR)
Marcel Van Hattem (Novo-RS)
Marcelo Freixo (PSOL-RJ)

Para vencer no primeiro turno, ele precisava ter recebido a maioria absoluta dos votos. Já o quorum necessário para o início da votação era de 257 dos 513 deputados.

Caso ninguém tivesse obtido o número mínimo de votos, a eleição iria para o segundo turno com os dois candidatos mais votados. Se houvesse empate, venceria aquele que tivesse o maior número de legislaturas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.