Dois fármacos já existentes no mercado podem ser a “cura” para a Covid-19. Esta é a conclusão dos especialistas à medida que cada vez mais indivíduos respondem positivamente ao tratamento

Uma equipa de cientistas australianos explica que dois fármacos comummente usados para tratar pacientes com malária e VIH demonstraram ser capaz de erradicar o vírus presente em tubos de ensaio.

Os investigadores do Centro de Pesquisa Médica da Universidade de Queensland esperam agora que doentes infetados com o novo coronavírus participem num ensaio clínico nacional até ao final do mês de março. 

O professor David Paterson, líder do estudo, disse à publicação news.com.au que um dos medicamentos, dado a algumas das primeiras pessoas infetadas com Covid-19 na Austrália, já resultou no “desaparecimento do vírus” e na recuperação completa desses doentes. 

Paterson, que também é médico especializado em doenças infeciosas no Royal Brisbane and Women’s Hospital, afirma que não é um exagero apelidar ambas as drogas como um “tratamento viável ou cura”. 

“É potencialmente um tratamento eficaz”, afirma. 

“No final do tratamento os pacientes acabaram sem qualquer presença viável de coronavírus no seu organismo”, concluiu o médico. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.