Um homem suspeito de matar Ludmila Ohana de Oliveira Lima, em 21 de agosto de 2020, no bairro Barro Duro, em Maceió, foi preso nesta quinta-feira (28). A prisão foi realizada pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Segundo informações da Polícia Civil de Alagoas (PC/AL), o acusado – não identificado – foi contratado para “dar um susto” na vítima e seus clientes. À época, ele afirmou que o barulho provocado pelo bar da vítima estaria incomodando alguns vizinhos.

“Após intimidar, xingar, constranger e bater em todos os presentes no estabelecimento, já no momento em que estava indo embora do local, o acusado voltou e deflagrou um tiro em direção do grupo, atingindo Ludmila Ohana na cabeça, causando sua morte”, disse a delegada Rebecca Cordeiro.

O autor do crime foi preso na Superintendência de Medidas Socioeducativas (SUMESE), onde trabalhava como agente contratado, com o apoio da Inteligência da Superintendência.

Com o suspeito, a polícia apreendeu duas carteiras de identidade policial falsas (uma de cabo PM e outra de policial penitenciário), uma pistola calibre 380 (possível arma do crime), carregadores e munições.

O homem foi encaminhado à Delegacia de Homicídios, onde foi cumprido o mandado de prisão preventiva, expedido pela 9ª Vara Criminal da Capital. Ele foi autuado em flagrante delito pelo crime de posse irregular de arma de fogo e uso de documentos falsos.

*com informações da assessoria.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.