São Paulo – Um passeio de um projeto social, que levou 27 adultos com deficiência intelectual a um parque de diversões em Bragança Paulista (SP), terminou de forma traumática na tarde dessa quarta-feira (11/5).

Uma montanha-russa, do tipo conhecido como “minhocão”, tombou e dois homens assistidos pelo grupo bateram a cabeça e ficaram feridos. A fotógrafa Fernanda Panizza, parte da administração do projeto Casulo, tirava fotos do brinquedo e testemunhou o acidente.

“Eles estavam na segunda volta, quando a gente escutou um barulho bem forte e a estrutura travou. No que travou, tombou para o lado”, contou a fotógrafa ao Metrópoles. Após a queda, os dois homens continuaram dentro do carrinho e não chegaram a ser arremessados.

Trauma

Paulo, de 42 anos, e Wilson, 48, bateram suas cabeças, que acabaram muito machucadas. No momento do desespero, colaboradores do projeto conseguiram retirar os outros adultos do brinquedo pela grade, segundo Fernanda. Os dois feridos foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros e pelo Samu, e levados ao Hospital Universitário da cidade.

“A gente tem desde síndrome de Down a autista, esquizofrênicos, é uma diversidade muito grande de deficiência. E eles estavam todos lá. É muito difícil esse trauma psicológico que vai ficar na vida deles, que não terá reparo”, analisou Fernanda.

Após exames e avaliações médicas, os dois feridos já receberam alta. Wilson quebrou a escápula e está usando tipoia. Já Paulo quebrou o dente e deve passar pelo dentista essa semana. Não houve trauma na região da cabeça, apesar dos machucados.

“Graças a Deus eles estão bem e vivos. Agora a gente vai correr atrás para dar todo apoio para eles e a família”, concluiu.

Investigação

Depois do acidente, o brinquedo foi interditado e a Polícia Civil realiza uma investigação. Uma peça da estrutura, que saiu no momento em que o carrinho tombou, deve passar por perícia.

A empresa responsável pela 55ª Expoagro e 28ª Festa do Peão de Bragança Paulista, onde fica o parque itinerário, foi notificada e presta auxílio aos envolvidos, segundo a prefeitura.

A reportagem tentou contato com algum responsável pela investigação, mas não obteve resposta até a publicação desta matéria. O espaço está aberto.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.