De acordo com um estudo feito por pesquisadores da Universidade Laval, no Canadá, mulheres com Índice de Massa Corporal (IMC) acima de 40, consideradas obesas, têm 40% mais risco de sofrer com fraturas abaixo do joelho do que as com IMC de 25 (nível considerado saudável).

Segundo os cientistas, as participantes do sexo feminino com IMC de 27,5 (sobrepeso) têm risco 5% maior de quebrar os ossos. Nos homens, em contrapartida, quanto menor o IMC, maior a chance de de fraturas, principalmente nos braços. Aproximadamente 10 mil mulheres e 9,3 mil homens foram acompanhados por seis anos para chegar aos resultados.

O levantamento também considerou a circunferência abdominal dos participantes. A autora principal do estudo, a especialista em hormônios Anne-Frederique Turcotte, explica que a gordura visceral, que é estocada no abdômen, pode estar relacionada ao enfraquecimento dos ossos por conta da liberação de hormônios.

“Também sabemos que pessoas com circunferência abdominal maior demoram mais para equilibrar o corpo quando tropeçam, por exemplo. Isso é mais claro quando o peso está concentrado na parte da frente do corpo, sugerindo que a indivíduos com mais gordura no abdômen têm maior risco de queda”, diz a especialista.

A pesquisa agora deve continuar com um número maior de participantes. Os cientistas também querem entender por que os homens com baixo nível de gordura são mais propensos a ter fraturas — a principal teoria é que a falta de tecido ao redor dos ossos possa estar relacionado ao problema.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.