Ao menos 143 pessoas morreram e 200 ficaram feridas em dois ataques a bomba em Bagdá, capital do Iraque, na manhã deste domingo (3).

No ataque mais letal, um carro explodiu em Karada, um distrito comercial no centro de Bagdá, matando ao menos 119 pessoas e ferindo quase 200 pessoas, de acordo com informações da polícia.

A facção radical Estado Islâmico assumiu a autoria do atentado em comunicado assinado e divulgado nas redes sociais, no qual garantiu que o alvo eram os xiitas. O EI considera os xiitas, grupo islâmico majoritário no Iraque, hereges e frequentemente os visa como alvo de suas ações.

O último ataque de envergadura do EI havia ocorrido em 17 de maio, quando um atentado duplo deixou 50 mortos e mais de 100 feridos.

Horas depois da explosão, o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, visitou o local do atentado. Um vídeo mostra uma multidão enfurecida, com as pessoas chamando Abadi de “ladrão” e gritando em direção ao seu comboio.

No segundo ataque, um explosivo improvisado explodiu no leste da capital iraquiana, deixando seis mortos e 16 feridos. Nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque.

Os ataques ocorreram cerca de uma semana após forças iraquianas declararem a cidade de Fallujah livre do EI livre do EI.

Na semana passada, o Pentágono anunciou a morte de dois chefes do Estado Islâmico após um ataque da coalizão internacional próximo a Mosul, no Iraque. Com informações da Folhapress.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.