Um menino de 2 anos morreu após ser atacado por uma raposa e contrair raiva humana. Luís Samuel Almeida morava no povoado de Santa Rita, município de Chapadinha, no Maranhão. Ele estava internado no Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em São Luís, há cerca de um mês.

Na primeira entrada em unidade de saúde pública, em 23 de setembro, o menino já apresentava sinais da doença. Tinha irritação, alto grau de agressividade e reações como se fosse morder. Ele lutou contra a doença, mas não resistiu.

O caso de Samuel é a primeira ocorrência de raiva confirmado no Maranhão nos últimos oito anos. Os últimos dois casos tinham sido registrados em 2013, nos municípios de Humberto de Campos e São José de Ribamar.

Em outubro, o secretário de Saúde de Chapadinha, Richard Wilker, comentou no Instagram oficial da Prefeitura de Chapadinha a situação do menino.

Ele explicou que, no início, a suspeita era de que a criança teria sido arranhada por um gato e contraído raiva. No entanto, após idas e vindas do menino ao hospital e ampla investigação, chegou-se à conclusão que Samuel foi atacado por uma raposa.

Raiva humana

A prefeitura de Chapadinha investiga se o caso é de negligência. Ainda não se sabe como foi o ataque da raposa. O vírus da raiva humana é transmitido por meio da saliva do animal infectado, principalmente pela mordida. Porém pode ocorrer também por arranhões ou lambidas.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.