A suspeita de casos de raiva em cavalos fez com que o município de Marechal Deodoro publicasse um decreto proibindo todas as manifestações de rua que venham a ter aglomerações de animais. A medida é válida por tempo indeterminado e o objetivo é manter a segurança sanitária na cidade. Amostras colhidas em animais com suspeita da doença foram encaminhadas para um laboratório na Bahia e o resultado está sendo aguardado.

A recomendação para que os eventos com aglomerações de animais fossem suspensos foi feita pela Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária de Alagoas (Adeal), que esteve em Marechal e constatou a morte de cavalos com suspeita da doença. As equipes da Adeal colheram material para análise de dois desses animais, um que estava já sem vida e outro que precisou ser sacrificado. O material foi encaminhado para análise.

Neste fim de semana, o município de Marechal iria sediar uma cavalgada, que não poderá mais acontecer.

Conforme o decreto municipal, a dispersão de qualquer evento do tipo, que a partir de agora está proibido, está sob a responsabilidade de Vigilância Sanitária Municipal, com apoio da guarda municipal e das forças policiais.

O presidente da Adeal, José Márcio Maia, afirmou que a medida foi recomendada de forma preventiva, tendo em vista que há a possibilidade de estar ocorrendo um surto de raiva no município. Ele também recomendou que seja reforçada a vacinação dos animais na cidade.

“Estamos enviando ofício orientando sobre a vacinação contra a raiva. É uma medida profilática sanitária. A Adeal vai se dispor a ajudar, colocando a equipe de veterinários à disposição do município”, afirmou.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.