Jornal O Dia afirma que as gigantes americana e chinesa estariam de olho em uma eventual privatização dos Correios, dono da maior rede de pontos físico do País

A disputa entre China e Estados Unidos promete extrapolar as relações comerciais entre os dois países, com as duas maiores economias do mundo disputando sua hegemonia em outros mercados.

No Brasil, a bola da vez são os Correios. Segundo o portal O Dia, Amazon e Alibaba disputam a compra da estatal, que teve seu presidente trocado na última semana. A saída do general Juarez Aparecido de Paula Cunha abriu as portas para a entrada de outro general, Floriano Peixoto. O novo presidente dos Correios é conhecido por seu alinhamento às ideias de privatização que o Ministério da Economia encabeça.

12 mil pontos físicos

A estrutura logística dos Correios é a maior do País e, segundo o jornal carioca, está despertando o interesse das duas maiores varejistas online do mundo. No Brasil, o Alibaba é conhecido por seu marketplace com preços baixíssimos, o Ali Express. A Amazon anunciou a compra de um centro de distribuição em Cajamar, rota importante das grandes cidades do Estado e com ligação aos aeroportos.

Apesar dos sucessivos fechamentos de agências pelo Brasil, os Correios mantêm uma estrutura de cerca de 12 mil agências por todo o território nacional, sendo 6,3 mil de posse do Governo Federal, mais de 4 mil comunitárias, mil franqueadas e mais de 100 permissionárias.

Alibaba x Amazon

O Alibaba Group é o grande beneficiado da maior data de varejo no mundo, o Dia dos Solteiros (no dia 11 de novembro), na China. A festa é três vezes maior que a de Ação de Graças, Black Friday e Cyber Monday na internet americana, que acontece no último fim de semana de novembro.

Com informações de Novarejo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.