O remador Lucas Verthein, que defendeu o Brasil na Olimpíada de Tóquio (Japão), foi suspenso preventivamente pela Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). A entidade atualizou nesta segunda-feira (7) a relação de atletas afastados temporariamente das competições. O carioca de 23 anos é o único da lista a ter caído no doping já em 2022.

Lucas foi flagrado em um exame realizado no último dia 13, fora de competição, onde testou positivo para oxandrolona, um anabolizante que aumenta a potência muscular. A substância é a mesma que, em 2016, apareceu no teste feito por Ana Cláudia Lemos, principal nome brasileiro nas provas de velocidade à época. A corredora conseguiu provar que houve contaminação cruzada de um medicamento e teve que cumprir pena de apenas cinco meses, por negligência.

Em Tóquio, Lucas fez a melhor campanha de um remador brasileiro na história dos Jogos. Ele atingiu as semifinais do single skiff (barco para uma pessoa e dois remos) e ficou na 12ª colocação geral, ao chegar em sexto na final B (que reúne os oito semifinalistas que não atingiram a decisão).

Lucas ainda não se manifestou sobre a suspensão, assim como o Botafogo, clube que defende. A Confederação Brasileira de Remo (CBR) informou que aguarda a notificação da ABCD para acionar o departamento jurídico,antes de comentar o caso.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.