A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, nesta terça-feira (26/4), o orçamento da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) para 2022. A CDE é um fundo usado para custear ações e subsídios concedidos pelo governo federal ao setor elétrico.

Pelo orçamento aprovado pela Aneel, o fundo terá R$ 32,096 bilhões em recursos, sendo que R$ 30,219 bilhões serão pagos pelos consumidores na conta de luz. O montante a ser pago pelos consumidores representa 94% do orçamento total aprovado – alta de 54,3% na comparação com 2021.

Os outros 6% serão pagos por outras receitas, entre as quais multas e recursos de programas de pesquisa, desenvolvimento e eficiência energética.

A verba aprovada para este ano é 34,2% maior se comparada à de 2021. No ano passado, a CDE teve um orçamento de R$ 23,917 bilhões.

Impacto para o consumidor

Segundo a Aneel, o impacto tarifário médio nacional do orçamento para o consumidor de energia elétrica será de 3,39%.

Nas regiões Norte e Nordeste, o impacto deve ser de 2,41% na conta de luz, e de 4,65% para as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.