Marechal Deodoro, município da Região Metropolitana de Maceió, é o oitavo de Alagoas a cancelar o São João de 2022. A decisão ocorre após a cidade ser atingida pelas chuvas intensas que caem sobre o estado há uma semana.

Acompanham à cidade, Jequiá da Praia, Arapiraca, São Miguel dos Campos, Roteiro, Rio Largo, Feliz Deserto e Santa Luzia do Norte.

Esses municípios registraram ao longo da semana, alagamentos, inundações, deslizamento de barreiras, pessoas desabrigadas e desalojadas e até morte, como é o caso de São Miguel dos Campos .

Inicialmente, Jequiá da Praia, Feliz Deserto e São Miguel tinham cancelado os festejos. Na sexta-feira (27) foi a vez de Roteiro e Santa Luzia do Norte . Nesta segunda-feira (30), decidiram pela não realização, Arapiraca, Rio Largo e Marechal.

As fortes chuvas também têm levado o Ministério Público Estadual, de forma separada, a depender da interpretação individual das promotorias, a recomendar o cancelamento das festas juninas em alguns municípios. Assim ocorreu em Maceió.

O Ministério Público de Alagoas (MP-AL) recomendou, nesta segunda-feira (30), que o prefeito de Maceió, JHC (PSB), cancele os festejos juninos do município este ano. Embora o governo do Estado também tenha anunciado festejos juninos na capital, o MP-AL ainda não há recomendação para o cancelamento das festas promovidas pelo Estado. A recomendação ao prefeito de Maceió é assinada pelas promotoras Fernanda Moreira, Alexandra Beurlen e Jheise Gama.

O Governo de Alagoas, por sua vez, adiou o início da festa entre os dias 1º e 4 de junho. O adiamento foi motivado pelas fortes chuvas que atingem todo o estado nos últimos dias.

Já Pilar decidiu reduzir a programação das festas, que serão realizadas apenas dia 29 de junho.

Fonte: tv gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.