O bebê de oito meses que foi encontrado morto com vários hematomas pelo corpo no dia 2 de dezembro, no Tabuleiro do Martins, sofreu traumatismo crânio-encefálico, provocado por instrumento contundente. É o que aponta Laudo do Instituto Médico Legal (IML), enviado na quinta-feira (16) para a Delegacia de Homicídios da Capital (DHPP), que investiga o caso.

Segundo informações da Delegacia de Homicídios, o que o laudo aponta difere do depoimento inicial dado pela família do bebê de que, no dia anterior à morte, a criança teria caído da cama. Isso porque, segundo as investigações, os ferimentos causados no bebê não condizem com aqueles provocados por uma queda. Segundo definição, instrumento contundente, apontado no laudo, é qualquer objeto sólido com capacidade de causar ferimentos em alguém.

Quando a criança foi encontrada morta no início do mês, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ir até o local prestar socorro, mas o bebê morreu dentro de casa e o corpo foi recolhido pelo IML.

Em meio à situação, os pais do bebê foram conduzidos para a Central de Flagrantes I, no Farol, para prestar esclarecimento do fato ocorrido e segundo a Delegacia de Homicídios, não houve menção sobre agressão.

Agora, com o envio do laudo para a DHPP, a Polícia Civil informou que vai ouvir as pessoas que estavam dentro de casa com a criança quando a morte ocorreu. Segundo as investigações, no dia do fato, estavam na residência o padrasto, a mãe e a avó materna do bebê.

Com informações da TV Gazeta*

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.