Após a prisão dos suspeitos de roubar seu apartamento, o influencer alagoano Carlinhos Maia agradeceu o trabalho da polícia e disse que a expectativa é de que tudo seja resolvido. Pelo menos três homens envolvidos no crime foram presos na madrugada desta terça-feira (7), em Campina Grande, no estado da Paraíba.

O influencer afirmou que ficou feliz com a repercussão do caso, que, com a prisão de suspeitos, mostra aos brasileiros que a justiça ainda existe. “Não é uma questão do Carlinhos Maia, é uma questão de justiça. Fico muito feliz porque tomou essa proporção, para que as pessoas entendem que há justiça, que a justiça tem muito força. Estou muito grato.”

Maia ainda disse que está com o “coração pequeno” diante da situação, mas que tem certeza que a polícia continuará com os trabalhos e chegará na elucidação total do crime. “Espero que tudo seja resolvido. […] Certeza que a polícia vai chegar no final disso. Obrigada a polícia de Alagoas e da Paraíba”, concluiu.

As prisões de três dos suspeitos de participação na invasão e no furto milionário ao apartamento de Carlinhos Maia, no bairro de Cruz da Almas, em Maceió, ocorreram após a identificação de um veículo suspeito nas imediações do prédio. O carro é do modelo Fox de cor branca, que teria saído do estado da Paraíba, no sábado à noite, quando ocorreu o crime.

Os três presos têm ligação direta com o veículo, que estava, inclusive, sendo preparado para desmanche. Os bens furtados do influenciador não foram encontrados.

Além disso, dois dos presos têm histórico criminal e participação em um arrombamento de residência em Campina Grande-PB e envolvimento no furto de um cofre de uma igreja da mesma cidade, que deixou um prejuízo de R$ 500 mil.

“Após identificar o veículo, partimos com a investigação daí. Nas diligências na Paraíba, eles foram identificamos e o veículo encontrado em uma oficina, sendo preparado para desmanche. Dentro do cofre do carro, a polícia encontrou a lanterna e um par de luvas. O veículo foi colocado na oficina por um dos presos que tem passagem pela polícia por arrombamento de residências em Campina Grande. Dois presos são suspeitos de participarem de arrombamentos em locais onde conseguiriam bens de grandes valores, e também de um cofre da igreja com valor de R$ 500 mil”, disse o delegado Lucimério Campos, um dos responsáveis pelas investigações.

Fonte: tv gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.