Déa Lúcia Amaral, mãe do ator Paulo Gustavo, usou suas redes sociais para comentar sobre a condenação do pastor José Olímpio pelo crime de homofobia praticado contra o seu filho, que morreu em maio do ano passado vítima da Covid-19.

Em abril do ano passado, o pastor afirmou que estava “orando pela morte do ator”. Na ocasião, Paulo Gustavo lutava contra complicações causadas pela Covid-19.

Em seu Instagram, Déa Lúcia escreveu: “Ele orou pela morte de meu filho e eu rezo para que ele viva bastante para se arrepender de seus pecados”.

Entenda

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ-AL) anunciou, nessa quarta-feira (27/4), a condenação do pastor José Olímpio pelo crime de homofobia praticado contra o ator e humorista Paulo Gustavo.

“O pastor José Olímpio prestará serviço à comunidade pelo tempo da pena, durante seis horas semanais e pagará 30 salários-mínimos, que serão revertidos para grupo ou organização não governamental de Alagoas com atuação em favor da comunidade LBGTQIA+”, explicou o comunicado oficial.

À época, o pastor José Olímpio apagou a postagem, pediu desculpas e entregou o cargo. Ele foi denunciado por praticar discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional — racismo.

“No caso em apreço, diante das evidências existentes nos autos, da foto escolhida para a postagem e do reconhecimento nacional do qual gozava o ator, inclusive por seu engajamento na pauta da comunidade LGBQTIA+, o tom discriminatório é cristalino, motivo pelo qual resta demonstrada que a conduta preconceituosa foi feita em virtude da orientação sexual do senhor Paulo Gustavo”, diz o magistrado, em trecho da decisão.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.