“É uma vitrine, estamos na casa das pessoas todas as semanas. Nos aproximamos de gente importante, com carreira, que pode ajudar para além da visibilidade”, afirma ela, lembrando que The Voice não abriu seus caminhos apenas na música, mas na atuação -ela estreou como atriz em “Velho Chico” (2016).

Para a artista, programas de talento também ajudam a revelar talentos fora do eixo Sul-Sudeste. “Juliette, minha conterrânea, é uma mulher que eu admiro e representa muito o lugar de onde viemos”, afirma a cantora, também paraibana, se referindo à vencedora do Big Brother Brasil 21 (Globo).

As duas estiveram juntas na gravação do novo DVD de Claudia Leitte, 41, no fim de maio, que marcar o início das comemorações pelos seus 20 anos de carreira da cantora. “Estamos vivendo a representatividade através da música. Cada um com seu som, com sua história”, completa Lucy Alves.

Lucy destaca que “já estava na hora” de trazer mais diversidade para as produções artísticas. “Como sou atriz, já vi muitos artistas tendo que podar o sotaque, fazer cursos de como perdê-lo para novelas, inclusive. Isso não acontece mais”, completa ela que também participou de The Masked Singer Brasil.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.