O influenciador digital Carlinhos Maia surpreendeu muita gente ao revelar em seu perfil no Instagram na manhã deste domingo (03) que está noivo de outro homem, Lucas Guimarães. Ele publicou um vídeo do pedido de casamento e pediu desculpas ao rapaz por ter escondido o relacionamento da família e dos amigos. Além disso, Carlinhos fez uma série de vídeos no seu stories da rede social falando sobre todo o processo de se assumir e sobre as cobranças que recebeu.

Maia  criticou o que chamou de ditadura que, segundo ele, o machucou bastante. “Eu via muitos gays dizendo ‘se assuma, saia do armário’. Coisa que os héteros não me pediam. Teve um tempo em que a ditadura começou a me machucar muito mais do que qualquer hétero”, revelou o rapaz. “Nos meus shows, 90% que vão me assistir são héteros. Eu não vivo do pink money. E esses mesmos héteros família: pai, mãe, filho, vó, eles gritam o nome do Lucas em todo show”, disse ele em outro trecho do desabafo.

Em outra sequência, o rapaz revelou que sobreviveria sem a internet. “Não façam do mundo gay uma ditadura do medo. Vocês estão dando medo pelo medo. Gay é amor, gay é paz, gay é arco-íris, e nós chegamos muito longe. Chegamos longe sendo homens, trabalhando, mostrando que somos iguais a todos. Olha onde eu cheguei. Sabe porque eu me orgulho? Porque eu sou um gay que se parar a internet aqui, eu sou sócio de três empresas que vocês nem sabem. Eu faço isso aqui por amor hoje em dia. Porque eu ganho muito bem fora da internet”, iniciou.

“Consegui, graças a vocês. Muito obrigado, mas hoje eu sou empresário, dou emprego a umas 45 famílias diretas. Vocês não vão me ver por aqui botando sainha, shortinho, salto alto, botando batom na boca, não. E não julgo, cada um faz o que quer e é feliz. Quem gosta, ótimo, seja feliz. Ninguém tem o direito de dizer que você não pode fazer, mas eu sou um gay que gosta de ser homem”, disparou o rapaz.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.