Dinário Lemos – Coordenador Geral da Defesa Civil Foto:Marco Antônio/Secom Maceió

O trabalho da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) em Maceió acaba de receber um importante reforço. A Sala de Monitoramento do órgão, que como o nome indica, monitora a incidência de chuvas e fenômenos naturais, adotou novas tecnologias.

Os novos recursos darão mais precisão às previsões e, consequentemente, ao monitoramento. Diferenciais como dados do radar em tempo quase real, contando com a internet e as informações coletadas pelos pluviômetros tornam o monitoramento da Defesa Civil de Maceió um dos mais completos do País.

“A tecnologia nos dá uma segurança grande para traçar nossas estratégias de trabalho. Com equipamentos como estes, temos a capacidade de desenvolver as ações poupando energias e concentrando esforços de maneira adequada e os alertas com garantia”, assegura o coordenador geral da Comdec, Dinário Lemos.

A Sala de Monitoramento já conta com as informações fornecidas pelos técnicos da Sala de Alerta da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e também com os dados fornecidos pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). O satélite do Cemaden encaminha informações para o servidor de internet do município, que, por sua vez, são transmitidos na tela localizada na sede da Comdec.

Na Sala de Monitoramento, dois telões transmitem continuamente imagens e dados. Em uma das telas, aparecem os dados das chuvas fornecidos pelos pluviômetros. São 14 pluviômetros automáticos e mais 10 semiautomáticos distribuídos em diversos pontos da cidade. Alguns, estão estrategicamente instalados em áreas de risco, nos Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudecs) – onde os líderes comunitários são parceiros da Comdec e operam os equipamentos.

Em outra tela, é possível visualizar imagens do satélite e informações do radar.  Desta forma, a Comdec desenvolve seu trabalho pautado na previsão do tempo, na probabilidade de chuva, mas também pode estimar altura da núvem, distância, capacidade, movimentação da massa em um raio de 250 km e até o tempo em que ela chegará ao território maceioense.  Técnicos do município também podem verificar a posição do vento com base no que é mostrado na tela.

A coordenadora social da Comdec, Joana Borba, também esclarece com funciona, na prática, o trabalho de monitoramento.  “Temos imagens de radar, de satélite e direção de vento que nos auxiliam no monitoramento das chuvas. Dispomos também da previsão do tempo e o acompanhamento dos pluviômetros em diversos pontos da cidade”, reforça Joana.

“Antes tínhamos apenas a informação repassada pela Sala de Alerta, mas hoje, além dessa informação, podemos acompanhar o deslocamento da massa que chega a Maceió. Por exemplo, além de saber que teremos chuva, visualizamos a chuva e podemos saber em quanto tempo ela chegará na cidade e, assim, dar o alerta, se necessário”, completa Joana, que é também é meteorologista.

Inovar para prevenir desastres

A Defesa Civil trabalha prioritariamente com prevenção durante todo o ano. Em períodos de estiagem, a Operação Inverno leva serviços às comunidades localizadas em áreas de risco como recuperação de pontilhões, contenção de barreiras e manutenção de escadarias como forma de evitar que desastres aconteçam. Na quadra chuvosa, que é o período compreendido entre os meses de abril e julho, a incidência de chuva costuma ser maior e o monitoramento é ainda mais intenso.

“Esses trabalhos preventivos são muito importantes. A gente trabalha com o que chamamos de P2R2: Prevenção e Preparação (mitigação) e depois Resposta, quando o evento aconteceu e, posteriormente, Recuperação do cenário atingido. Quanto mais se trabalha com prevenção e preparação, melhor será a resposta e menor será o cenário a ser restabelecido”, destaca o coordenador do Centro de Gerenciamento de Emergência (CGE) da Comdec, Paulo Noronha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.