O Procon Maceió notificou nesta quarta-feira (25) a Equatorial Energia, empresas de telefonia e associação de provedores de Internet que operam na capital para que apresentem um plano com urgência de retirada dos fios e gambiarras que possuem nos postes da cidade.

A notificação ocorre após denúncias da população sobre problemas ocasionados pelo excesso de fios e cabos de postes da capital. As empresas têm 20 dias para apresentar as medidas e adequar os equipamentos. Em caso de descumprimento, de acordo com o órgão municipal, elas podem pagar multas de até R$ 9 milhões, a depender dos danos causados ao consumidor.

De acordo com o diretor-executivo do Procon Maceió, Leandro Almeida, as empresas que exploram atividade econômica e fazem uso de postes para fixação de equipamentos para fornecimento dos serviços de internet, energia, TV a cabo, telefonia e correlatas estão causando uma série de transtornos, devido ao excesso de cabos e fios nos postes de Maceió, colocando a segurança da população em risco.

“A ausência de aplicação das normas técnicas para com esses equipamentos está trazendo risco a toda sociedade, não tanto pela possibilidade de interrupção do serviço, mas a questão principal é risco iminente de morte.”, explicou Leandro.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.