Com o objetivo de promover a conscientização e garantir a preservação das praias da capital alagoana, a Organização Arnon de Mello (OAM) realizou neste domingo (29), na orla da Ponta Verde, em Maceió, a primeira ação do projeto ‘Praia 10, Lixo Zero’. Na ocasião, tendas foram montadas para orientar pedestres e banhistas e sacolas biodegradáveis foram distribuídas como incetivo à prática do descarte correto de lixo.

A iniciativa foi pensada em comemoração aos 20 anos da TV Mar, que é o canal a cabo da OAM, e acontecerá também no dia 05 de junho, quando será realizada uma ação na Praia da Pajuçara, na região da praça sete coqueiros, próximo ao pavilhão do artesanato. Além disso, no dia 12 de junho, será realizado um mutirão de limpeza na Praia do Pontal, em parceria com o grupo de ativistas Protetores de Oceano.

As ações contam com o patrocínio da Prefeitura de Maceió e da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE), além do apoio da Equatorial Energia, Hospital HapVida, BRK Ambiental, Via Ambiental, Alagoas Ambiental, Condomínio Angatu , Lojas Guido, Suco Prat’s, Construtora Colil e da entidade Protetores do Oceano.

O diretor-executivo da OAM, Luiz Amorim, destacou que as águas são o maior patrimônio de Alagoas. “Nesses 20 anos da TV Mar estamos, através desse projeto, levando a consciência socioambiental para todos, para que o nosso maior ativo, que são as águas aqui em Alagoas, que movimenta milhões de reais, gera emprego e renda para as pessoas, seja respeitado e seja preservado, para que nós tenhamos a médio e longo prazo, uma Maceió mais limpa, onde as pessoas circulem por aqui e de fato encontrem o paraíso das águas. Basta que tenhamos essa consciência e preservemos o que nos foi oferecido de forma tão exuberante”, afirma.

Já o diretor-comercial da Gazeta de Alagoas, Fernando James, ressalta a importância da parceria e do trabalho da ONG Protetores do Oceano. “Esse projeto tem o objetivo de conscientizar as pessoas para que não joguem lixo na areia, pois quando você joga o plástico, deixando seu consumo na areia, isso vai para o mar, as tartarugas quando veem o plástico elas se confundem com algas marinhas, comem e morrem, além disso, você deixa o local depreciado”. James também destaca a iniciativa da OAM em idealizar e se tornar vanguarda no incentivo à conscientização da população.

Como forma de reafirmar seu compromisso com o meio ambiente, a Equatorial Energia também abraçou a causa. O presidente da Equatorial Energia de Alagoas, Humberto Soares, pontua que a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente fazem parte dos valores da instituição, que através do projeto contribui para o desenvolvimento da população. “O projeto ‘Praia 10, Lixo Zero’ é muito bacana para a nossa capital, para tornar as praias mais limpas (…) e quando tivemos conhecimento nós resolvemos apoiar porquê acreditamos que isso pode transformar a vida das pessoas” continuou Humberto.

Beto Oliveira, gerente de marketing da OAM, afirma que “a Organização Arnon de Melo e seus parceiros, são um pingo no oceano, mas essa é a nossa contribuição para levar à população a importância da preocupação com os mares, com a biodiversidade marítima (…) tá sendo um sucesso para gente, a adesão da população”.

Apesar de ser a primeira ação do projeto, aqueles que trabalham na orla, ou até mesmo utilizam o espaço para momentos de lazer, já percebem a importância da divulgação da conscientização. Para o fiscal de limpeza urbana, Gilberto Aloísio, a ação se tornou importante pois mostra que o descarte correto do lixo mantém o “nosso paraíso” mais limpo.

Integrantes do Protetores do Oceano também acompanharam a ação da OAM. Para Jônatas Medeiros, um dos voluntários, o Projeto está muio voltado a conscientização ambiental da população. “A importância da iniciativa é fomentar a consciência ambiental em todos. Cada um fazendo a sua parte, já será significativo para o planeta. Afinal, tudo que é feito tem uma ação em algum lugar”, disse.

“A pauta da preservação ambiental é importante e urgente. O Praia 10 / Lixo Zero junto com todos os apoiadores, veio para plantar uma semente de conscientização ambiental no coração dos que residem ou estão visitando nosso litoral. O lixo no mar causa prejuízos ambientais e econômicos, juntos podemos mudar essa realidade”, acrescentou Rommel Mendes também voluntário do Protetores do Oceano.

Segundo o gerente comercial da Suco Prats, Luciano Barros, a iniciativa da OAM vem contribuir para que haja um fortalecimento de ações voltadas ao meio ambiente. “O Suco Prats apoia esse projeto por acreditar que a conscientização da população é o caminho da preservação do nosso maior patrimônio que são nossas praias, fortalecendo o desenvolvimento da cadeia econômica gerada pelo nosso turismo”, comentou.

Esse trabalho de sensibilização e conscientização ambiental que a OAM, ao lado de parceiros, está desenvolvendo é focado para que o cidadão compreenda a importância de preservar e de cuidar do meio ambiente. Segundo Kedyna Tavares, Diretora de Planejamento e Serviços Especiais da Superintendência Municipal de Desenvolvimento Sustentável (Sudes), é uma responsabilidade compartilhada que é de todos.

“O descarte dos resíduos, se realizado dessa maneira desordenada, veremos num futuro breve, ainda mais lixo pelas cidades. O projeto vem para conscientizar a população sobre a importância de preservar o meio ambiente e ser responsável pelo seu lixo. Todos precisam andar de mãos dadas, cuidar, amar e preservar, em especial a nossa capital Maceió, por ter uma região costeira extensa com bela paisagens. Se não for um trabalho conjunto, todos vamos sofrer no futuro. Viveremos uma situação crítica ainda maior”, finalizou Kedyna Tavares, lembrando que 80% do plástico descartado se encontra no oceano.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.