A Federação das Associações de Moradores e Entidades Comunitárias de Alagoas (FAMECAL) comanda, no início da manhã desta segunda-feira (06), dois protestos que acontecem de maneira simultânea contra o aumento da passagem de ônibus em Maceió. Os bloqueios ocorrem na AL 101 Norte em Garça Torta e o outro no Conjunto Residencial Primeiro de Junho, que fica ao lado do Conjunto Carminha, bloqueando a via que da acesso ao complexo Benedito Bentes pela Ecovia Norte. 

O valor do reajuste foi aprovado pelo Conselho Municipal de Transporte Público de R$ 3,65 para R$ 4,10 e aguarda somente  a sanção do prefeito Rui Palmeira.

De acordo com Antônio Sabino, diretor de Educação e Formação Comunitária da Famecal, os protestos iriam abranger outros pontos da cidade, mas em diálogo com o  Centro de Gerenciamento de Crise da Polícia Militar de Alagoas, foi mantido somente os dois pontos.

Segundo Sabino, o gerenciamento de crise irá intermediar uma negociação junto com a Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), o Ministério Público Estadual e o Ministério Público de Contas.

Antônio Sabino disse ainda que os protestos buscam apenas a manutenção do atual valor da passagem. “Buscamos no mínimo a manutenção do atual valor da passagem de ônibus”

O organizador destacou ainda que o protesto é contra o aumento da passagem e também contra a péssima qualidade do transporte público. “Desde 2015 quando ocorreu a licitação a prefeitura disse que passaria a atender algumas comunidades que nunca tiveram acesso de coletivos e até agora isso nunca aconteceu, não há avanços no transporte de Maceió”.  

Fonte: Cada Minuto

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.