O cadastro dos comerciantes da feira livre do bairro Benedito Bentes comecou nesta quarta-feira (9), para o recebimento de um auxílio financeiro, que deve contribuir para a retomada dos trabalhos e para as adequações necessárias de aproximadamente 300 feirantes.

Segundo a diretora da proteção social básica e transferência de renda da Semas (Secretaria Municipal de Assistência Social), Aline Pedrosa, o cadastro está sendo feito por profissionais da pasta, no Ginásio do Colégio Fantástico, bem ao lado da atual feira.

Cerca de 30 feirantes vão ser atendidos, por ordem de chegada, das 9h às 12h. Os interessados precisam estar munidos com carteira de identidade (RG), CPF e comprovante de residência, junto com as cópias desses documentos.

“O Cadastro tem como finalidade auxiliar no sustento da família dos feirantes nesse momento de transição, que foram realocados para o novo espaço do mercado público. O auxílio é um benefício eventual que será disponibilizado por 3 meses e que com certeza ajudará também no aquecimento da economia local. O prefeito JHC vem trabalhando para a melhoria do mercado do Benedito Bentes, sem deixar as famílias desassistidas”, esclareceu Aline.

Pelo menos três boxes foram organizados para agilizar o cadastro, que deve continuar até a próxima semana, ou quando todos forem cadastrados.

Resultado de uma antiga luta do parlamentar, o vereador Siderlane Mendonça comemorou o avanço. Ele é morador do Benedito Bentes há 35 anos e se destaca pela atuação na área social no bairro.

“Desde o meu primeiro mandato tenho lutado em favor desses feirantes e sempre disse que não desistiria até conseguir a realocação desses profissionais para um lugar adequado, com bom movimento e segurança para eles e para os clientes. Articulei diversas reuniões com eles e com a Prefeitura e, felizmente, hoje vemos mais uma conquista se concretizando. Apesar de todos os avanços, ainda pretendo buscar mais suporte e recursos, para que essa feira continue sendo um modelo para a capital”, disse.

Dona Rita de Cássia, que comercializa os produtos no canteiro, onde a antiga feira funcionava, no Benedito Bentes 2, reconheceu os avanços proporcionados pela mudança e afirmou que está ansiosa pelos próximos avanços.

“Eu sou feirante aqui há 13 anos. Agora a feira aqui tá sendo bem melhor. Chegamos um pouco inseguros, mas as vendas melhoraram bastante e estamos tendo atenção do poder público. Agora tô aguardando o pagamento do auxílio, que vai me ajudar muito, para reforçar a compra de mercadorias”, destacou.

*com informações da assessoria.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.