Familiares dos três pescadores que continuam desaparecidos depois de naufragarem no mar do Pontal da Barra, em Maceió, na última quarta-feira (17) estão apreensivos com a expectativas em torno das buscas realizadas pelo Corpo de Bombeiros e também a Marinha. Nessa quinta-feira (19), uma quarta pessoa – Ubirajara dos Santos – foi encontrada com vida por pescadores do povoado Lagoa Azeda, em Jequiá da Praia, Litoral Sul de Alagoas, que também ajudaram nesta sexta-feira (20) nas buscas.

Os desaparecidos são Jackson, Railton e Valdir. Todos de Maceió. Segundo Ubirajara, os quatro pescam por esporte e costumavam realizar com frequência a atividade. Ubirajara se salvou após nadar da capital alagoana até Jequiá da Praia. À noite, segundo ele, nadava, pelo dia, boiava para descansar. A correnteza o levou em direção à Lagoa Azeda, onde foi encontrado por pescadores locais.

Joana Salazar é mãe de Jackson, um dos três desaparecidos. À TV Gazeta, ela disse que “é muita angústia e só Deus sabe como eu estou aqui”.

Inicialmente, quando Ubirajara foi encontrado, os pescadores de Lagoa Azeda saíram, com dez embarcações em busca dos três. Logo em seguida, chegaram ao local a Marinha do Brasil e o Corpo de Bombeiros. O primeiro órgão enviou na tarde desta sexta-feira (20) um navio patrulha Guaíba, com capacidade de navegação em alto-mar. Já o Corpo de Bombeiros atuou ao longo do dia com dois helicópteros, um pela costa e outro mar a dentro.

“Corpo de bombeiros está procurando, mas precisa de mais, que a Marinha se disponha para ajudar. Eu faço apelo, em nome de Jesus, a essas pessoas, que tenham amor no coração, façam a busca pelo meu filho, que ele venha para casa com vida. Ele tem filho adolescente, tem esposa e está todo mundo aflito e desesperado”, desabafa a mãe de Jackson, Joana Salazar.

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.