Nesta segunda-feira (25), será retomada, pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a distribuição de Cadernetas da Criança. O documento é o principal instrumento dos profissionais de saúde da Atenção Primária para acompanhar o crescimento e desenvolvimento de crianças, do nascimento até os nove anos, garantindo o direito à assistência em saúde para esse público-alvo.

Autorizada e apoiada pelo Ministério da Saúde, que repassou à SMS todo o layout e conteúdo da caderneta oficial distribuída para todo o País, a iniciativa inovadora do Município foi adotada para atualizar sua distribuição para as crianças maceioenses que ainda não têm o documento.

“A Caderneta da Criança é um documento essencial para o acompanhamento da saúde dos nossos pequenos maceioenses, onde ficam registrados todos os procedimentos realizados, do nascimento à pré-adolescência. Por isso, mobilizamos recursos próprios e somamos esforços junto ao Ministério para garantir que essas informações sejam armazenadas adequadamente”, ressalta a secretária municipal de Saúde, Célia Fernandes.

Segundo a coordenadora dos Programas Estratégicos da SMS, Camila Moura, o Município recebeu o primeiro lote de um total de 20 mil cadernetas – 10 mil para meninas e 10 mil para meninos – que serão distribuídas para as crianças que ainda não possuem o documento e também encaminhadas às maternidades de Maceió, para que os pequenos que venham a nascer já saiam do hospital com os primeiros registros de saúde devidamente anotados em sua caderneta.

“Essa dispensação vai obedecer a um novo fluxo e ao calendário de distribuição que elaboramos. As unidades de saúde irão fazer o levantamento das crianças que ainda não receberam a caderneta, recolher a documentação necessária com os pais e fazer a entrega às famílias”, explica Camila Moura.

Para receber o documento, os pais ou responsáveis deverão se dirigir à unidade de saúde mais próxima de sua residência e apresentar originais e cópias da certidão de nascimento da criança, do seu RG e do comprovante de residência.

“Vale salientar que a distribuição desses exemplares nas unidades deverá ser apenas para aquelas crianças que não receberam a caderneta de vacinação no nascimento. Em caso de substituição por perda e/ou extravio mediante a comprovação, ficará a critério do profissional responsável avaliar a situação”, reforça a coordenadora do Programa de Atenção Integral à Saúde da Criança, Marglene Oliveira.

Fluxo para maternidades

A coordenadora esclarece, ainda, que a dispensação das cadernetas para as maternidades de Maceió – seja contratualizada pelo SUS ou privada – também seguirá um novo protocolo. A solicitação deverá ser encaminhada através do e-mail da Coordenação (saudedacriancamaceio@gmail.com), junto com a previsão do quantitativo mensal, que será autorizado após avaliação da equipe da SMS. A dispensação também estará condicionada ao envio da tabela mensal de nascidos vivos.

Com assessoria*

Fonte: TV Gazeta

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.