O colágeno é uma proteína que representa 25% de toda proteína do corpo humano. Ele tem a função estrutural de manter a sustentação das células, ou seja, mantê-las unidas. A partir dos 30 anos acontece uma diminuição natural de 1% ao ano na produção de colágeno pelo corpo. Sendo assim a reposição de colágeno através de alimentos, suplementos ou medicamentos é importante em todas as idades, mas principalmente depois dos 30 anos.
É importante destacar que durante os 10 primeiros anos da menopausa a perda de colágeno chega a 2% ao ano e, após a menopausa, pode chegar a 65% de perda de todo o colágeno do corpo. A consequência disso é o envelhecimento da pele, fragilidade dos cabelos e unhas e desgaste das articulações. Por esses fatores quanto mais cedo a mulher ingerir colágeno menos problemas relacionados ao envelhecimento estarão presentes com a idade.
A suplementação de colágeno é benéfica, no entanto, precisa está aliada a uma boa alimentação, principalmente daqueles que também são ricos em colágeno como carnes vermelhas e brancas, ovos, leites e derivados. O importante é dar preferência para os menos gordurosos como queijo branco, peito de peru, iogurtes e leite desnatados.
O consumo de álcool e açúcar, a prática do tabagismo e a exposição inadequada ao sol, são os principais fatores que causam a perca de colágeno no corpo humano.
Para prevenir a perca de colágeno é importante a prática regular de atividade física, bons hábitos alimentares, ingestão adequada de alimentos fonte de vitaminas C e E.
A maneira mais saudável de repor essa proteína é consumindo suplementos à base de colágeno hidrolisado em pó. Essa forma do suplemento é feita por meio da extração do colágeno do osso e da cartilagem do boi, passando então pelo processo de quebra das moléculas de proteína para ser absorvido mais facilmente pelo organismo.
A suplementação de colágeno pode ser associado com as seguintes vitaminas: C, E e A. Geralmente é indicado tomar as cápsulas na dosagem de 1g de Colágeno 30 minutos antes do almoço e 30 minutos antes do jantar, as vitaminas para associar ao colágeno deve-se levar em consideração as características individuais de cada individuo. É importante levar em consideração a forma que o colágeno será ingerido (shake, capsulas, sache, etc.) e as características individuais de cada consumidor (peso, altura, alimentação, prática de atividade física, entre outras) para saber a dosagem diária adequada a ser ingerida de colágeno.

t

Por: Prof. Flávio Quintino
Especialista em Prescrição Farmacêutica e Farmácia Clinica.
E-mail: prof.flavioquintino@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.