“Quem tiver seus Caminhões Pipa, que vendam. Mas deixe um para podermos colocar no museu com a frase – Aqui jaz o último caminhão pipa de Delmiro Gouveia.”

É com esta frase que o Prefeito Padre Eraldo destaca o fim da chamada ‘indústria da seca’ que aproveitava a falta de visão e vontade dos antigos gestores municipais em resolver a situação de abastecimento d’água dos povoados mais distantes em Delmiro Gouveia.

Desde o início da gestão em 2017 o Prefeito Padre Eraldo determinou como prioridade para estas comunidades a solução definitiva para o sofrimento durante os períodos de escassez de água no sertão de Alagoas. Em 2018 as primeiras comunidades começaram a ser beneficiadas com um projeto inédito no Brasil entre os municípios cortados pelo Canal do Sertão. Diretamente do canal, tubulações levam água tratada e água para a agricultura. O projeto inovador contará com o gerenciamento das atividades realizado pelas próprias comunidades, através de uma associação.

Mais de 400 famílias dos assentamentos Bom Jesus, 44, Jurema, Araçá e das comunidades do Pedrão, Lagoa dos Patos e Olho D’águinha já estão iniciando o processo de criação da associação e já contam com água em suas torneiras.

Até o final do próximo ano todo o entorno de Delmiro Gouveia contará com sistemas de abastecimento de água e não precisarão depender dos caminhões pipa.

“Este é um projeto que traz dignidade para a população. Era inadmissível ver comunidades margeadas pelas águas do Canal do Sertão ou pelos rios que rodeiam Delmiro Gouveia, ainda serem dependentes do Caminhão Pipa. Até o final do próximo ano estamos encerrando esta dependência e cada família terá em sua casa, água tratada. Além da melhoria da qualidade de vida, estamos também trabalhando o desenvolvimento econômico destas famílias que, com água e solo, poderão produzir seus produtos da agricultura familiar, melhorando a renda. Este é o papel do poder público, melhorar a qualidade de vida da população que mais precisa”, destacou o Prefeito Padre Eraldo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.