Projeto da estação de tratamento passará por ampliação (Diego Barros)

Várias ações começaram a ser adotadas pela Companhia de Saneamento de Alagoas (Casal) para equacionar os problemas de abastecimento de água de Piaçabuçu decorrentes da redução da vazão do Rio São Francisco, que fez aumentar o teor de salinização na foz do rio, prejudicando a captação, tratamento e distribuição de água.

Entre as medidas para reverter essa situação, destacam-se a instalação de uma tela protetora circundando os equipamentos flutuantes; melhorias e elaboração de projeto para ampliação da estação de tratamento de água (ETA); e a instalação de duas caixas de água de 35 mil litros cada para auxiliar na reserva e distribuição em áreas onde há maior dificuldade de abastecimento, como o bairro Paciência.

De acordo com o vice-presidente de Gestão Operacional da companhia, Francisco Beltrão, outras ações serão implementadas e, para isso, a empresa vai contar com a parceria da Prefeitura de Piaçabuçu, da juíza responsável pela comarca da cidade e da comunidade.

Segundo Beltrão, as novas medidas incluem: a instalação de hidrômetros; intensificação das ações de combate a perdas; a solicitação à Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) de mil caixas de mil litros cada uma delas para distribuição aos moradores de bairros mais carentes, para que assim eles tenham capacidade de reserva; monitoramento e limpeza constante do leito filtrante da ETA; instalação de uma bomba-reserva; execução de ações de conscientização ambiental; divulgação do regime de abastecimento e de um número de telefone local para que a população informe à Casal vazamentos e outras situações adversas.

“Já nos reunimos com a juíza da comarca da cidade e explicamos a ela todas essas medidas. A Casal já fez avaliações para mudança do ponto de captação da água do rio, porém, nenhum outro local ofereceu condições adequadas. Também já tentamos perfurar poços para retirar água do subsolo, porém a salinização estava presente em alto teor nessa água do lençol freático. Com isso, estamos elevando a produção da captação nos momentos de maré baixa, quando o teor de salinização é mínimo”, explicou Beltrão.

Ainda segundo ele, todas essas medidas estão sendo divulgadas para a comunidade local, que deverá praticar o consumo consciente e responsável e, ao mesmo tempo, elevar a reserva em seus imóveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.